Quinta, 03 Agosto 2017 18:13

Câmara Legislativa ganha horta urbana

Na data em que é celebrado o Dia do Agricultor (28 de julho), a Câmara Legislativa ganhou uma horta urbana, que além de verduras conhecidas e hortaliças identificadas pela sigla "panc" (plantas alimentícias não-convencionais), como beldroega e taioba, terá também plantas medicinais. 
O plantio foi iniciado na tarde desta sexta-feira (28) e, dentro de cerca de um mês, já poderão ser colhidos os primeiros produtos agrícolas – todos orgânicos. Na CLDF, a horta urbana – um conceito e um movimento que vem se espalhando pelo planeta – está localizada na Praça do Servidor, ambiente de interação e de convívio que está passando por uma série de transformações.
A ideia da direção da Casa é "humanizar" o local, que segue certas características das "praças secas", comuns em Brasília. Além das hortaliças, estão sendo plantadas flores, e o espelho d'água está recebendo plantas em vasos que flutuam e ajudam a minimizar os efeitos da evaporação.
No projeto, ainda estão previstas estruturas pergoladas para criar áreas de sombra na praça e promover uma maior aproximação dos servidores e cidadãos que, diariamente, frequentam a Câmara Legislativa. Também serão realizados cursos nos quais serão usadas as plantas a serem colhidas na praça.
"O importante, a partir de agora, é o cuidado que todos precisam dedicar à horta da Câmara Legislativa. Vamos poder colher, mas é preciso também um olhar especial para a nossa horta coletiva, que faz parte de um contexto maior de atenção com esse patrimônio do Distrito Federal", comentou o presidente da Casa, Joe Valle (PDT), ao visitar o local.
Essa é uma ação conjunta da Segunda Secretária e da Presidência da Casa.

veja mais fotos

Com informações da Comunicação Social CLDF.