Quinta, 22 Novembro 2018 18:26

EnGITEC - Joe Valle fala da experiência do Labhinova

Acompanhar e entender as mudanças que estão acontecendo no mundo e seus impactos no Parlamento foi a constante nas várias palestras realizadas durante no auditório do Programa Interlegis, como parte do 10º EnGITEC (Encontro Nacional do Grupo Interlegis de Tecnologia).

Já ao dar as boas-vindas, o diretor-executivo do ILB, Helder Rebouças, disse que o modelo político brasileiro está passando por grandes transformações e a tecnologia está caminhando próximo delas. Acrescentando que, o que chamou de “movimento disruptivo da política”, se dá, em grande escala, pela força das tecnologias digitais. Ele apontou que essa tecnologia está influenciando nas relações dentro do Parlamento, com o maior engajamento do cidadão nas discussões legislativas e que o Encontro tem papel importante como espaço para perceber estas mudanças e as demandas que surgem.

O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Joe Valle, também participou do evento e contou sua experiência no EnGITEC, e disse que foi igualmente buscar na transparência e na participação uma maneira de “ressignificar” a instituição. Depois de tentar algumas formas de mudança no modelo adotado no Legislativo local, ele encontrou a saída num grupo de servidores que criou o Laboratório Hacker de Inovação (nos moldes e com o suporte do LabHacker da Câmara).

Com o Labhinova, contou Valle, foi possível aumentar a transparência, trazer os jovens para mais perto da Câmara, aumentar a participação e agir no controle de gastos. A estrutura agora está vinculada à presidência da instituição, uma forma de ser incorporada. Isso depois de funcionar mais de um ano sem qualquer vínculo, conforme destacou Larissa Barros, coordenadora do Labhinova, para quem ao agregar a plataforma e-Democracia às demais ferramentas, “houve uma grande revolução na CLDF”, o que foi possível graças ao apoio da Câmara e do Programa Interlegis, segundo ela.

Com informações do Interlegis.