Segunda, 12 Junho 2017 17:14

Frente Parlamentar da Agricultura realiza primeira reunião na Câmara

Os produtores rurais do Distrito Federal podem contar com mais uma ferramenta na busca por melhorias para o setor, a Frente Parlamentar de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Segurança Alimentar, que foi lançada oficialmente no dia 19 de maio, durante a AgroBrasília 2017. A primeira reunião, realizada no dia 12 de junho, contou com participação de mais de 50 pessoas interessadas em participar dos grupos de trabalho.
Participaram do encontro o presidente do Sindicato Rural do DF (SRDF), Giovane Müller, o presidente do Sindicato dos Produtores Orgânicos do DF (Sindiorgânicos), Gilsérgio dos Santos Silva, o ex-presidente da Embrapa, Eliseu Alves, o superintendente da Conab no DF, Rafael Bueno, o diretor presidente da empresa Campo - Tecnologia Agrícola e Ambiental, Emiliano Botelho, o especialista em Infraestruturado Ipea, Demetrios Christofidis, o assessor da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar do MDSA, Rubens Oliveira, a superintendente do Ibama no DF, Aline Rezende, o presidente da Emater-DF, Argileu Martins, o Superintendente Federal de Agricultura do DF no MAPA, Bernardo SayãoNeto. Também participaram, diversas instituições como o Sebrae, Secretaria de Agricultura, Terracap, Conselho de Desenvolvimento Rural, cooperativas e produtores, todos muito importantes para o desenvolvimento do setor agropecuário do DF.
A Frente Parlamentar tem o objetivo de consolidar a busca pelo desenvolvimento e a sustentabilidade do setor agropecuário, mapear as necessidades, possuindo como finalidade a criação de propostas legislativas que impulsionam o setor.
Segundo o deputado Joe Valle, a ideia é que a Frente Parlamentar possa juntar todas as lideranças e instituições para que seja possível construir um plano de longo prazo para desenvolvimento do setor. Ele também lembrou que a Frente foi assinada pelos 24 deputados distritais. “Nós estamos instalando grupos de trabalho que vão colocar os temas a serem discutidos, convocar audiências públicas e seminários e que vão gerar documentos norteadores da política pública para o setor”, explicou.
“A ideia é que a gente consiga ajustar um modelo de trabalho colaborativo. Nós queremos, na capital da república, no território onde toda a liderança nacional se reúne, criar um modelo de política baseado numa plataforma legislativa colaborativa, que possa servir de exemplo para o país. Eu acho que essa Frente veio em boa hora.”, ressaltou o deputado Joe Valle.
O Superintendente Federal de Agricultura do DF no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), Bernardo Sayão Neto explicou que o Mapa, cada vez mais, está concentrando esforços nas áreas de exportação e importação e delegando ações para os estados e municípios. “Ações de abastecimento do mercado interno, seja de insumos ou de produtos, vão ser delegados para os estados e municípios, então é importante que essa Casa discuta esse tipo de demanda que no futuro vai gerar uma legislação. Toda essa cadeia agropecuária é complexa e ela começa principalmente pelas leis”, afirmou.
Para o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF), Argileu Martins, esse momento é extramamente favorável para essa Frente, pois o DF têm o chefe do poder legislativo e o chefe do poder executivo ligados e comprometidos com o setor agropecuário. “Essa Frente tem muita importância porque os desafios do setor agropecuário são bastante conhecidos. A atividade agropecuária por natureza é de difícil organização e quando setem ambientes que propiciam reuniões para os debates, isso nos ajuda muito”, ressaltou Argileu.
A Frente irá trabalhar, inicialmente, com quatro grupos de trabalhos: GT Água, GT Regularização Fundiária, GT Políticas Fiscais e GT Mobilidade e Segurança. Os primeiros encontros já devem ocorrer em julho. Para mais informações entrar em contato pelo email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.